Fã do saudoso roadster da Honda? Este é o S2000 que nunca passou à produção

Fã do saudoso roadster da Honda? Este é o S2000 que nunca passou à produção

Se, tal como nós, é um fã incondicional daquele que foi um dos mais apaixonantes roadsters alguma vez fabricados pela Honda, o S2000, então, é muito provável que também lamente que o modelo que aqui recordamos, nunca tenha passado à produção. Falamos do Mugen SS2200, a única transformação monolugar do já desaparecido descapotável de dois lugares da marca de Minato.

 

“Ressuscitado” – e bem!… – pelos nossos colegas do Diariomotor, o SS2200 foi um one-off criado por um dos preparadores que mais têm trabalhado sobre veículos Honda e que, também por isso, é visto quase como um preparador oficial – a Mugen.

 

Beneficiando, precisamente, desta posição privilegiada, foi ainda no início deste século que, numa espécie de resposta ao forte crescimento da procura pelo tunning, a Mugen decidiu dar a conhecer uma variante muito especial do então ainda jovem Honda S2000. Transformado, neste caso, num inesperado monolugar de desenho retro-futurista… mas nunca chegou a passar à produção.

 

Apresentado, pela primeira vez, no Salão Automóvel de Tóquio de 2000, evento especializado em veículos transformados, a verdade é que o Mugen SS2200 facilmente ganhou protagonismo. E, em grande parte, devido a um habitáculo reduzido a apenas o lugar do condutor e com a restante área totalmente coberta, a que se somava, depois, um arco anti-capotamento de cor vermelha.

 

Novidades, de resto, também no volante, assim como na instrumentação, que passava a ser analógica e muito semelhante à de uma mota. Ao mesmo tempo que, o banco, era substituído por uma bacquet inspirada na competição.

 

Mas se estes eram os elementos mais marcantes, não é menos verdade que as novidades e elementos Mugen não ficavam por aqui, com o SS2200 a exibir, ainda, um capot quadrado com entradas de ar, um enorme spoiler traseiro fixo. pára-choques traseiro de novo design e jantes MD-F de 18 polegadas. Tudo e neste caso, soluções que o preparador disponibilizava para colocação nos modelos e unidades de série.

 

A par de todas estas inovadoras soluções, uma operação de emagrecimento que fez com que o modelo passasse a pesar não mais que 953 kg, ao mesmo tempo que o conhecido quatro cilindros F20C passava a anunciar 258 cv de potência, ou seja, mais 11 cv que o S2000 original destinado ao mercado japonês.

 

Para tal, o bloco também ganhou maior cilindrada – 2,2 litros -, mediante a instalação, entre outros componentes, de pistões forjados mais leves, assim como de uma eletrónica melhorada. Levando a que o SS2200 conseguisse acelerar dos 0 aos 100 km/h em 5,0 segundos, contra os 6,2s do Honda.

 

Nunca produzido… mas revisitado

Embora nunca tenha passado à produção, a verdade é que o Mugen SS2200 foi mais do que um estudo de uma vez só; pelo contrário, a ideia voltou a ser retomada pelo preparador em 2007, quando deu a conhecer o Mugen S2000 Open Top Pure Sports.

 

No entanto e desta feita, já numa configuração mais próxima do modelo base, ou seja, como bilugar, e já não como um invulgar monolugar…